16 views | Esportes | Atualizado em: 16/02/2017

Dá pra começar a superar a desconfiança?

Quando o nome de Ricardo Capanema foi anunciado nos alto-falantes da Curuzu, na apresentação da escalação do time, o torcedor aplaudiu em festa. Quando Daniel Sobralense foi anunciado em seguida, ele vaiou. Pelos cantos do estádio, era possível ver algumas placas e faixas de torcedores reclamando do desempenho dos atletas, especialmente Leandro Cearense, ainda marcado pelo pênalti perdido no Re-Pa.

Apesar da boa vitória, a desconfiança parece persistir. Sobralense, mesmo tendo participado do lance do primeiro gol, foi vaiado na substituição. Diogo Oliveira, que também fez bom papel individualmente, também recebeu alguns apupos do torcedor. Mas diz não se intimidar. “O mais importante é conquistar a vitória e chegar à liderança. Devíamos isso pelo investimento do clube e qualidade dos nossos jogadores”, comentou o meia. Diogo afirmou ainda que a vitória não faz esquecer o resultado do clássico. “Esquecido não vai ser nunca! Precisamos nos lembrar dele sempre para nos motivar a vencer e jogar melhor a cada jogo”, sentenciou.

Um dos mais aliviados com o resultado desta quarta-feira foi o técnico Marcelo Chamusca. “Não vou negar que para o treinador o resultado foi muito importante, porque a gente sabe como é a pressão de começo de trabalho, ainda mais vindo de duas derrotas. Estávamos em débito e agora começamos a quitar”, comentou. O treinador avaliou positivamente a atuação do time, destacando as movimentações no ataque e o posicionamento no segundo tempo. “Dentro do que podemos esperar desse grupo fiquei satisfeito com algumas coisas que vi, mas precisamos continuar aprimorando o time”, afirmou Chamusca.

ÚLTIMOS POST's