636 views | Not-Geral | Atualizado em: 20/10/2015

Empresa se defende de naufrágio no Porto de Vila do Conde

202418A ação em que o Ministério Público do Estado do Pará requereu à justiça estadual a indisponibilidade dos bens da empresa Global Agência Marítima Ltda foi extinta na manhã desta terça-feira (20). Em nota enviada ao ORM News, a empresa se defendeu das acusações referentes dano ambiental ocasionado pelo naufrágio do navio Haidar, no porto de Vila do Conde, em Barcarena.

“Esclarecemos que as consequências com o acidente da embarcação Haidar são de responsabilidade do Armador e da Seguradora do Navio, que foram acionadas imediatamente após o fato e se encontram representadas dentro do Porto. Finalmente, informamos que a empresa Global, enquanto usuária do Porto, está, desde o princípio da tragédia, cooperando com as autoridades e prestando todo auxílio que lhe é permitido”, diz a nota.

A empresa disse ainda que advogados da mesma estão tomando providências para oferecer esclarecimentos às autoridades. Ainda segundo a nota, a função da empresa é somente despacjar as embarcações junto às autoridades portuárias.

A CDP (Companhia Docas do Pará) informou ao ORM News que ainda não foi notificada da ação, já a Minerva S/A não respondeu ao contato da reportagem.

ÚLTIMOS POST's