292 views | Destaque | Atualizado em: 26/03/2015

Independente aproveita fator casa e vence o Paysandu

papãoooo

Em jogo com muita chuva e apagão, Galo fez 2 de cabeça e bateu o Papão no Navegantão

Em território adversário, perdeu a série de sete jogos sem derrota. No Estádio Navegantão, em Tucuruí, o Paysandu jogou contra o Independente e perdeu. A equipe comandada por Lecheva bateu o Papão por 2 a 0 e agora soma os primeiros três pontos na Taça Estado do Pará.

Após os primeiros 45 minutos com muita chuva e queda de energia elétrica no estádio, a bola só balançou a rede na etapa final do confronto. Primeiro, com o volante Dudu, que se meteu no meio da zaga do Papão e acertou bela cabeçada. Também de cabeça, Joãozinho deu números finais ao confronto.

Agora, na próxima rodada, o Paysandu terá jogo decisivo para as ambições de classificação no clássico contra o Clube do Remo, domingo (29), no Mangueirão. Já o Independente entra em campo no sábado (28), fora de casa, contra o Paragominas.

1ºTempo: Chuva, apagão e empate – Jogando fora de casa, o Paysandu se sentiu bem à vontade nos primeiros minutos de jogo contra o Independente. Com algumas novidades no time, como o centroavante Souza, o Papão começou pressionando, dando trabalho para a defesa do Independente.

Os donos da casa, pouco faziam, paravam no meio de campo quando tentavam sair ao ataque. O Paysandu, por sua vez, teve em Carlinhos uma boa alternativa. Seja em lançamentos ou chutes de fora da área, o camisa 10 esteve perto de balançar a rede.

Após queda de energia no estádio Navegantão, aos 30 minutos, o Independente voltou melhor, equilibrando as ações e também levando certo perigo ao gol do goleiro Andrey, mas foi o Paysandu que esteve perto de abrir o marcador, com Aylon, que recebeu cruzamento perfeito de Pikachu, mas chegou atrasado na bola e tocou para fora, raspando a trave de Alencar Baú.

No final, na base do entusiasmo, o Galo Elétrico foi para cima, abusando de bolas aéreas na defesa bicolor, mas o goleiro Andrey e os zagueiros conseguiram segurar e levaram um empate parcial sem gols ao final do primeiro tempo.

2º Tempo: Bola aérea dá vitória ao Galo – No segundo tempo, o Independente voltou disposto a relembrar o bom futebol que o tornou campeão do primeiro turno do Parazão. Se Lecheva não mudou as peças em campo, o time, ao menos, teve postura totalmente diferente.

Com mais dinâmica ofensiva, o Galo foi para cima e marcou seu primeiro gol logo aos nove minutos do primeiro tempo. Em grande jogada do lateral-direito Leo Rosa, a bola foi cruzada na cabeça do volante Dudu, que se meteu no meio dos zagueiros do Papão e colocou para dentro. 1 a 0.

Depois do gol, o técnico bicolor tentou algumas alternativas, como as entradas de Érico Júnior e Djalma, mas o time pouco cresceu de produção. Já o Independente continuou apertando e armou blitz no entorno da defesa alviceleste.

Aos 17 minutos, o golpe final dos donos da casa. Agora em jogada pelo lado esquerdo, a bola foi cruzada para a área do Paysandu. Os zagueiros não conseguiram cortar, mas Joãozinho mostrou oportunismo e tocou mais uma bola para a rede. 2 a 0.

Depois, o Paysandu bem que tentou, colocou correria, mas não tinha organização nas cirações, parando na falta de pontaria e no goleiro Alencar Baú, que fez boas defesas. O meia Carlinhos, no final, ainda foi expulso, ficando de fora do Re-Pa.

ÚLTIMOS POST's