160 views | Esportes | Atualizado em: 26/12/2017

Lyoto Machida fala da emoção em lutar em Belém

e da força que tem recebido dos fãs

Lyoto Machida, 39 anos, terá um desafio pela frente no próximo dia 03 de fevereiro: lutar diante dos seus “conterrâneos”. Nascido em Salvador, o lutador foi criado em Belém, atualmente ele mora fora do Brasil.

A luta principal do UFC Belém será do Dragão contra o americano Eryk Anders. É a primeira vez que o Norte do país recebe um evento desse porte. “É muito bacana ver o evento ir para Belém, o povo sempre foi apaixonado pelo esporte. Lutar no Brasil é sempre gratificante pela proximidade com o público. A energia no dia da luta, o carinho nos treinos aberto, o apoio nas redes sociais é sempre mais próximo. Fico feliz em saber que faço parte dessa trajetória”, contou Lyoto.

O lutador tem uma identificação com Belém e sabe da importância que será atuar diante dos seus fãs mais fiéis. “O Pará me recebeu com muito carinho e me acolheu, comecei minha trajetória profissional aí. É como voltar para casa! ”, enfatizou.

Lyoto volta ao octógono após mais uma queda. Em outubro, na luta principal do UFC São Paulo, o baiano foi nocauteado pelo americano Derek Brunson no primeiro round. Lyoto voltava de uma suspensão por doping, que o afastou do Ultimate por mais de um ano. “Todo esse processo foi um grande aprendizado, estou pronto para o próximo desafio. Voltei a treinar assim que voltei para casa. Passei pelo Brasil rapidamente para um treino e agora volto para Los Angeles para fazer meu camp. Eu e minha equipe estamos definindo como serão esses próximos dias. O treinamento deve ser bem estratégico, pois temos bem menos tempo de preparação para luta”, compartilhou.

As durezas dentro do octógono fazem de Lyoto uma pessoa mais forte, como ele mesmo garante. A força também vem da sua família. “É para eles que eu volto em todos os momentos de dificuldades ou aprendizado. Minha força também vem da vontade de me desafiar, de seguir lutando e podendo fazer uma das coisas que mais amo”, garantiu.

 “Muito foco, vontade de lutar e vencer! O plano é fazer uma boa luta e conseguir subir meu posicionamento no ranking do UFC”, finalizou.

UFC Belém
3 de fevereiro de 2018, no Mangueirinho
CARD DO EVENTO (até agora):
Peso-médio: Lyoto Machida x Eryk Anders
Peso-mosca: Valentina Shevchenko x Priscila Pedrita
Peso-médio: Thiago Marreta x Anthony Smith
Peso-mosca: Deiveson Alcântara x Joseph Morales
Peso-pesado: Marcelo Golm x Timothy Johnson
Peso-palha: Polyana Viana x Maia Stevenson
Peso-leve: Alan Nuguette x Damir Hadzovic
Peso-galo: Iuri Marajó x Joe Soto
Peso-leve: Michel Trator x Desmond Green

(Bruna Dias/DOL)

ÚLTIMOS POST's