249 views | Entretenimento | Atualizado em: 09/01/2018

Marília Mendonça tem bens bloqueados

após cancelamento de shows

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) determinou o bloqueio de parte dos bens da cantora sertaneja Marília Mendonça. O objetivo da decisão, expedida na segunda-feira (8), é garantir recursos para ressarcimento de consumidores que compraram ingressos de shows que seriam realizados em Araguari, no Triângulo Mineiro, mas foram cancelados.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre
A deliberação partiu da 3ª Vara Cível de Araguari, segundo determinação do juiz Márcio José Tricote. De acordo com o processo, foram disponibilizados judicialmente R$ 100 mil em bens da cantora, da contratante, Juliana de Lima Melo Alves, e da Workshow, produtora do evento. Dividido entre os réus, cada um teve cerca de R$ 33 mil bloqueados.
A assessoria de Marília Mendonça informou, em nota, que a cobrança é ”indevida” e que os eventos teriam sido cancelados por conta do ”mau tempo”. Além disso, a equipe da cantora afirma que a resposabilidade de devolver os valores referentes aos ingressos é da contratatante.
O processo se iniciou após o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-MG) receber uma série de reclamações dos consumidores que adquiriram ingressos antecipados e não foram ressarcidos do valor pago após a não realização.
Mais tarde, o Ministério Público de Minas Gerais teria firmado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com os produtores para reembolso em março de 2017, mas o acordo não foi cumprido. O evento estava marcado, inicialmente, para o dia 3 de fevereiro de 2017, mas não foi realizado, devido à chuva. O show foi remarcado para 9 de março, mas também não ocorreu, sob alegação de fortes chuvas. Uma audiência de conciliação do processo está marcada para o próximo dia 17 de janeiro, em Araguari.
Por: Diário de Pernambuco

ÚLTIMOS POST's