122 views | Destaque | Atualizado em: 05/04/2017

Modalidade a Distância da Uepa abre 800 vagas para 20 municípios

Candidatos de 20 municípios do Pará terão a oportunidade de ingressar no ensino superior por meio do Processo Seletivo Especial, modalidade a distância, divulgado hoje pela Universidade do Estado do Pará (Uepa). Ao todo, serão 800 vagas distribuídas em sete cursos de Licenciatura, pensados de acordo com a demanda das cidades escolhidas para receber os polos. As inscrições iniciam hoje e vão até o dia 18, exclusivamente pela internet, na página da Uepa. Pessoas com deficiência terão direito à isenção da taxa de inscrição.

Os cursos funcionarão em períodos regulares, contando com 20% de sua carga horária na modalidade presencial. Por isso, os alunos precisam ter disponibilidade para atividades acadêmico-curriculares presenciais, a serem realizadas inclusive nos finais de semana. As vagas são destinadas aos candidatos que concluíram o Ensino Médio – condição obrigatória com comprovação feita no ato da matrícula.

É de responsabilidade do candidato consultar se o pagamento da sua taxa de inscrição foi registrado pela Uepa. No caso de não confirmação do registro de pagamento, o candidato deverá enviar imediatamente mensagem informando o erro material, por meio da página de acompanhamento do processo.

Os candidatos com deficiência têm direito à isenção da taxa de inscrição, que pode ser solicitada até o dia 7 de abril, por meio do site do processo seletivo. Os candidatos devem anexar ao pedido imagens do documento de identificação – frente e verso – e o comprovante de vínculo à instituição para pessoas com deficiência, nos termos da Lei Estadual nº 6.988, de 02 de julho de 2007.

Os cursos de graduação na modalidade a distância ofertados em municípios do Pará são fruto de um convênio estabelecido com a Universidade Aberta do Brasil/CAPES, do Ministério de Educação. Há nove anos, a Uepa mantêm polos de educação a distância em diversos municípios. Os cursos ofertados em cada um deles são definidos em conjunto com a comunidade local, com base na avaliação de demanda e em esforço conjunto com as demais Instituições de Ensino Superior que atuam no local, para que não haja desperdício na oferta.

Durante reunião que definiu os detalhes do edital do processo seletivo, o reitor Juarez Quaresma reiterou que a academia é construída a partir de diversas contribuições e ressaltou os desafios à frente. “O noticiário informou que o orçamento federal terá um corte de R$ 42 bilhões, o que obviamente nos afetará. Por isso, como pensadores que somos, devemos estar preparados para enfrentar os problemas que virão e continuar lutando por uma educação pública de qualidade”, pontuou.

Para os coordenadores de polo, a oferta de cursos a distância é fundamental para o desenvolvimento das diversas regiões de integração do Pará. “O custo de estudar em outro município é muito alto. Mesmo havendo um campus em município próximo, não são todas as pessoas que têm a oportunidade de cursar uma universidade. O ensino a distância iguala as possibilidades destes estudantes e, por tabela, forma mão de obra qualificada para o desenvolvimento da cidade”, avaliou o professor Manoel Cabral, coordenador do polo de Igarapé-Miri.

E os frutos vem sendo colhidos a cada nova formatura de turmas. “É uma festa que envolve toda a comunidade, pois a cidade é pequena e todos se conhecem. Os profissionais formados passam a atuar no nosso mercado de trabalho, acabando com a necessidade histórica de buscar profissionais em outros lugares”, ressaltou a coordenadora pedagógica, Sônia Amaral. Todas as informações e normas que regem o processo seletivo constam em seu edital, que deve ser lido por todos os candidatos.

ÚLTIMOS POST's