138 views | Destaque | Atualizado em: 09/01/2018

Os concursos públicos mais aguardados e cobiçados de 2018

Especialistas do mercado de concursos públicos revelam quais as seleções previstas ou esperadas para 2018 que serão mais cobiçadas

Concurseiros, preparem-se para um ano movimentado. O que era pura expectativa de aumento de novas oportunidades na carreira pública, começa a se mostrar realidade.

Na semana passada, uma das seleções mais aguardadas, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), teve o edital publicado, anunciando que 2018 será promissor para quem presta concursos públicos depois de dois anos fracos.

Foi preciso ter paciência em 2016 e 2017, segundo Gabriel Henrique, professor e coach da Central de Concursos. “Foi uma travessia para os concurseiros. A gente calcula que entre 15 e 20 concursos deveriam ter acontecido e não aconteceram”, diz.

O pé no freio em relação à publicação de editais teve consequências. “ A maior parte dos órgãos públicos está com uma defasagem de servidores tão calamitosa que ou faz concursos públicos ou fecha as portas”, diz Henrique.

Impressão semelhante tem Gabriel Granjeiro, presidente do Gran Cursos Online. “No âmbito federal, o governo vinha segurando concursos importantes em áreas cruciais e a situação chegou no limite”, diz ele, otimista em relação ao aumento de vagas em 2018.

Ao contrário do que muita gente pensa, períodos de corrida eleitoral são bons para o universo dos concursos. “Governos gostam de promover concursos em anos de eleição. Muita gente confunde acha que não pode ter concurso, mas pode sim”, diz.

A particularidade do ano eleitoral é que se o concurso for homologado depois de julho, a nomeação dos aprovados só pode ser feita no ano seguinte, ou seja, em 2019. “ Mas, isso não se aplica a concursos do Ministério Público, tribunais e conselhos de contas”, explica presidente do Gran Cursos Online.

E se os bons ventos já começaram a soprar no horizonte dos concursos nacionais e o edital da Abin é o principal exemplo, há outras seleções muito aguardadas. “ Esse ano será o ano dos concursos, com tantas seleções como não se via há décadas”, diz Henrique, da Central de Concursos. Confira quais serão os concursos que devem acontecer e que serão os mais cobiçados:

Polícia Federal

“É um dos concursos mais esperados”, diz Gabriel Henrique. São 1.758 vagas já autorizadas e a expectativa é que haja vagas para os cargos de agente, escrivão, delegado e perito.

Polícia Rodoviária Federal

Ao lado da seleção da PF, o concurso da PRF também deve ser um dos mais disputados se sair mesmo em 2018, já que ainda não foi autorizado. Foram solicitadas 2.778 vagas de policial rodoviário federal ao Ministério do Planejamento. “Para a PRF havia expectativa de concurso em 2017, mas acabou não se concretizando. A PRF está com defasagem grande, então é possível que o concurso ocorra em 2018”, diz Granjeiro, presidente do Gran Cursos Online.

Receita Federal

Sem concurso desde 2014, a Receita Federal tem grandes chances de ter edital de seleção publicado neste ano. De acordo com a Central de Concursos, foram 2.083 vagas solicitadas ao Ministério do Planejamento para os cargos de auditor, com salário de 19 mil reais, e analista, que tem remuneração de 11 mil reais. Além de muito concorrido, é um concurso difícil. “São muitas disciplinas”, diz Henrique.

A falta de pessoal e o fato de ser um órgão ligado à arrecadação federal são os principais motivos para a grande expectativa de seleção neste ano. “Muitos servidores se aposentaram e o último concurso não repôs o quadro”, diz o presidente da Gran Concurso Online.

Banco Central

Foram solicitadas 990 vagas, sendo 800 oportunidades para o cargo de analista. “Ainda espera autorização. A prova exige bastante conhecimento de macro e microeconomia, contabilidade. É um concurso que o pessoal que fez faculdade de economia gosta bastante porque é uma carreira que paga bem e que tem influência na economia do país”, diz o professor e coach da Central de Concursos.

Agência Brasileira de Inteligência (Abin)

edital foi divulgado na semana passada e traz 300 vagas de nível médio e superior divididas entre as carreiras de oficial técnico de inteligência, oficial de inteligência e agente de inteligência.

As inscrições começam hoje, dia 9 de janeiro, às 10h e vão até as 18h do dia 30 de janeiro, no horário de Brasília (DF), pelo site do Cebraspe (antigo Cespe). O salário para oficial de inteligência é de 16.620,46 reais, para oficial técnico de inteligência é de 15.312,74 reais e para agente é de 6.302, 23 reais.

INSS

O INSS recentemente enviou ao Ministério do Planejamento pedido para preenchimento de 16.548 vagas. Se sair neste ano, será um dos concursos com mais vagas, segundo a expectativa de Gabriel Henrique, professor da Central de Concursos.

No entanto, é cedo para dizer se essa é uma seleção que ocorrerá neste ou no próximo ano. “Existe outro concurso vigente com aprovados”, diz Gabriel Granjeiro, do Gran Cursos Online. Mas uma coisa é certa, seja em 2018 ou em 2019, o concurso vai atrair muita gente já que é considerado um concurso (relativamente) fácil, no universo de seleções nacionais públicas. “Não são muitas disciplinas”, diz Granjeiro.

Ministério Público da União (MPU)

Com remuneração para o cargo de técnico fixada em 7.260,41, o concurso do MPU também é um dos mais esperados do ano. “ É uma seleção para a qual não há necessidade de autorização. O edital iria ser publicado em agosto, mas quando a Raquel Dodge assumiu como procuradora geral da República, ela suspendeu e disse que o concurso iria sair em 2018”, diz Gabriel Henrique.

Tribunais regionais do trabalho (TRT)

Tribunais regionais do trabalho de diversas regiões do Brasil devem ter concursos de técnico e analista em 2018. O maior do Brasil, da 2ª região, em São Paulo, é um deles, assim como o da 15ª região, de Campinas, que já está até confirmado. Outros confirmados são do TRT da 6ª região.

Por: Exame

ÚLTIMOS POST's