60 views | Policia | Atualizado em: 03/04/2018

Polícia mata três e prende dois após perseguição cinematográfica em Curuçá

Andrey Monteiro Modesto, 19 anos, de Curuçá, e Bruno Lima Menezes, de 20 anos, de Castanhal, foram detidos por tentativa de roubo.

Parece filme, mas é a vida real. A Polícia Militar matou três assaltantes e prendeu outros dois após uma intensa perseguição pelas estradas da cidade de Curuçá, no nordeste paraense, nesta segunda-feira (2). A quadrilha fortemente armada assaltou a agência dos Correios do município por volta do meio dia.

Durante a ação no interior da agência, funcionários e clientes foram rendidos e tiveram armas apontadas sobre suas cabeças enquanto os criminosos roubavam o local.

Três assaltantes acabaram mortos durante perseguição policial (Foto: Divulgação/PM)

De acordo com a PM, três bandidos entraram na agência, enquanto que os dois restantes deram cobertura em dois carros em frente ao local. Na saída, a quadrilha dividiu-se, três seguiram em um carro e dois em outro. Foi quando começou a perseguição.

Os assaltantes foram perseguidos por várias viaturas e, já na saída de Curuçá, estavam em um carro modelo Golf foram interceptados. Após uma intensa troca de tiros, os três foram atingidos. O trio chegou a ser socorrido e levado para o hospital da região, mas chegaram sem vida ao local, de acordo com a PM.

Do hospital, os corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal, onde permanecem sem identificação.

Ainda durante a ação, outros dois acusados de serem assaltantes foram presos. Eles foram identificados como Andrey Monteiro Modesto, 19, morador do bairro da Matinha, de Curuçá, e Bruno Lima Menezes, vulgo “Bruninho”, de 20 anos, morador do bairro Bom Jesus, da cidade de Castanhal.

Os presos foram apresentados na sede da Polícia Federal, em Belém, uma vez que o crime foi praticado contra um órgão Federal, no caso, a agência dos Correios de Curuçá.

Um sexto assaltante foi filmado por um dos moradores correndo com uma arma de fogo na mão. Ele fugiu por uma área de mangue e já foi identificado, segundo a polícia, mas seu nome não foi divulgado para não atrapalhar as investigações.

Nada foi levado

Os assaltantes chegaram no momento do destravamento do cofre e não conseguiram roubar nenhuma quantia. Três armas de fogo, sendo uma pistola calibre 635, um revólver calibre 38 e uma de fabricação artesanal calibre 28, foram apreendidas.

Os dois carros usados na fuga também foram apreendidos pelos policiais militares envolvidos na missão.

Agência se posiciona

A agência de Curuçá informou que está fechada para perícia e tem reabertura prevista para a próxima quarta-feira (4). Nenhum empregado ou cliente ficou ferido durante o confronto dos assaltantes com a Polícia Militar. Os Correios prestam assistência médica e acompanhamento psicológico aos profissionais que são vítimas de violência.

(Com informações de Tiago Silva/Diário do Pará)

ÚLTIMOS POST's